Odebrecht doou R$ 1,75 milhão para ex-prefeito de Guarulhos com interesse em PPP, dizem delatores

Companhia queria vencer licitação no sistema de água e esgoto da cidade, mas acabou desistindo de participar do processo. Sebastião Almeida diz que contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.
Por G1 São Paulo por: G1 em 21-04-2017
Odebrecht doou R$ 1,75 milhão para ex-prefeito de Guarulhos com interesse em PPP, dizem delatores

elatores da Odebrecht disseram ter feito doações ilegais para as campanhas do ex-prefeito de Guarulhos, Sebastião Alves, que governou o município de 2009 a 2016. Os delatores disseram que as doações foram feitas com interesse no sistema de serviço de água e esgoto da cidade.

A Odebrecht enxergou em 2012 em Guarulhos uma oportunidade de negócio numa parceria público privada: uma PPP para o serviço de água e esgoto. O delator Guilherme Paschoal contou que a Odebrecht combinou com o prefeito, no próprio gabinete, a doação por caixa dois de R$ 1,2 milhão. Mas, na planilha da Odebrecht havia o valor de R$ 1,5 milhão, ao qual ele mesmo se surpreendeu ao ver o valor apontado pelos procuradores do Ministério Público Federal que investigam a Lava Jato. A planilha foi entregue pelo próprio delator, diz o MPF.

“Ele já havia começado os estudos e a gente estava contribuindo. 'Olha, a gente tem muito interesse em participar dessa PPP que tá sendo desenvolvida aí no município, então a gente tá aqui contribuindo, querendo que ela continue, querendo fomentar essa ideia da privatização'”, afirmou o delator.

O pedido formal era para que a prefeitura continuasse os estudos da PPP, mas Guilherme Paschoal revelou que a intenção era outra.

“Nossa intenção lá era que ele soltasse o processo e dizendo que a gente ia ganhar a licitação”.

MP: tá, exatamente. Isso foi dito lá?

Delator: Foi, foi...

MP: Que a Odebrecht ia ser contratada?

Delator: “Não, não. Ele não, o candidato nunca disse que ia dizer que a gente ia ser contratado. Ele disse que ele ia fazer os estudos e que ia ter um processo licitatório pra gente participar”.

O delator revelou que o dinheiro de caixa dois foi entregue ao marqueteiro Valdemir Garreta, apresentado pelo então prefeito como representante na Câmara.

Patrocinadores

shoppingguarulho.png
coopertrans.png
vigorito.png
guarulhos.png
proguaru.png
camara.png
guarucoop.png
sincom.png
rodacenter.png
unimed.png
comercialradar.png
ace.png
bonsucesso.png
guaru_com_radar.png